Campanhq
São Paulo

Sobe 61% o número de crianças e adolescentes em UTI por COVID-19 no estado de SP

Secretaria de Estado da Saúde aponta a alta de menores de 18 com casos graves nos últimos dois meses

19/01/2022 13h35
Por: Informativo Astral
Fonte: Secom Estado de São Paulo
Foto: Reprodução/Secom Estado de São Paulo
Foto: Reprodução/Secom Estado de São Paulo

O Governador João Doria informou, nesta quarta-feira (19), que o estado de SP registrou, nos últimos dois meses, uma forte alta nas internações de crianças e adolescentes em leitos de terapia intensiva em razão da COVID-19. As estatísticas do Censo Covid, da Secretaria de Estado da Saúde, mostram aumento de 61,3% no número de pacientes com menos de 18 anos internados nas UTIs, na comparação entre os dias 17 de janeiro de 2022 e 15 de novembro de 2021.

Veja também
Site Vacina Já faz pré-cadastro da imunização contra COVID-19
Guia de prevenção sobre o novo coronavírus
As medidas adotadas pelo Governo de SP para o combate ao coronavírus

Doria destacou que a vacinação é fundamental para contenção dos números e proteção de crianças e adolescentes. “Os dados da Secretaria de Saúde mostram alta de 61% na hospitalização de menores de 18 anos em UTIs, nos últimos dois meses, no Estado de SP. Os dados evidenciam a necessidade de acelerarmos a vacinação infantil”, disse o Governador.

Em 15 de novembro do ano passado havia no Estado de São Paulo 106 pacientes menores de 18 anos internados em estado grave em decorrência da COVID-19. Já no último dia 17 de janeiro, esse número passou para 171. Os números mostram uma evolução sistemática no período, com pico em janeiro.

No dia 22 de novembro de 2021, eram 109 crianças e adolescentes internados. Em 29 de novembro, 120. Em 6 de dezembro havia 114 internados, número que subiu para 125 uma semana depois e para 132 em 20 de dezembro. No dia 27/12 eram 121 pacientes com menos de 18 anos internados em UTI. Em 3 de janeiro eram 116 e no dia 10, 158 internados.

“Os dados evidenciam que a nova variante Ômicron do novo coronavírus está contaminando rapidamente nossas crianças e que a vacinação é urgente e fundamental para prevenir casos graves, internações e óbitos nessa população”, afirmou Jean Gorinchteyn, Secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

Vacinação de 5 a 11 anos

O Governo de São Paulo iniciou a imunização de menores de 12 anos no último dia 14 de janeiro, em evento no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, na capital paulista. A expectativa é vacinar todas as crianças e adolescentes até março.

Nesta primeira fase, serão imunizadas as crianças de 5 a 11 anos de idade com comorbidades, deficiências, indígenas e quilombolas.

Nesta segunda-feira (17), SP recebeu 258 mil doses da vacina pediátrica de COVID-19. Este é o segundo lote recebido pelo Estado. Os imunizantes começaram a ser distribuídos na manhã de ontem (18) aos 645 municípios do Estado. Com isso, a pasta estadual recebeu do Ministério da Saúde 58% das 850 mil doses necessárias para a vacinação da primeira fase da campanha. O total recebido representa 11% do público de 4,3 milhões de doses.

A medida que novas doses forem encaminhadas pelo Ministério da Saúde serão imediatamente disponibilizadas aos municípios.