728x90
SAO PAULO

Volta às aulas de bike compartilhada

Com o retorno presencial de aulas na USP, laranjinhas do campus são reativadas e podem ser integradas com o transporte público

15/10/2021 10h19
Por: Kamilly
Fonte: O repoter regional
Divulgação
Divulgação

As aulas presenciais foram autorizadas na Universidade de São Paulo (USP), e junto, foram reativadas as estações de bikes compartilhadas que pertencem ao Bike Sampa, projeto realizado pela Tembici, com patrocínio do Itaú Unibanco, que funciona em diversos pontos da capital paulistana. Distribuídas no campus da universidade, são 18 estações que se conectam com outras duas no metrô Butantã e uma na CPTM Cidade Universitária. 

Todos os alunos, professores e colaboradores já podem contar com as bicicletas para facilitar seus deslocamentos até a USP e também dentro da própria cidade universitária, consultando o mapa das estações no aplicativo Bike Itaú. 

Lançadas em março de 2020, essas estações precisaram ser desativadas em decorrência do encerramento das atividades presenciais na universidade como prevenção à Covid-19. 

Intermodalidade

Tembici dispõe de 2.700 bikes e aproximadamente 260 estações distribuídas pela cidade, muitas estão próximas a estações de metrô e terminais de ônibus. Cerca de 20% das viagens com as bikes compartilhadas começam ou terminam em estações próximas a pontos de transporte público, ou seja, 1 a cada 5 viagens do Bike Sampa, que funciona 24 horas, são originadas em estações de integração modal. 

A integração modal nas grandes cidades permite que pessoas que vivem longe das regiões centrais acessem o sistema de transporte, característica muito comum nos centros urbanos brasileiros, onde há uma grande periferia residencial e a concentração de empregos e atividades estão localizadas no centro da cidade, exigindo o deslocamento de muitas pessoas em grandes distâncias.

Há dois meses, a Tembici anunciou a chegada de novas estações em bairros que ainda não possuíam o sistema, Santana, Barra Funda, Saúde, Perdizes, entre outros. Para a escolha das localizações, o time de urbanistas da empresa realizou estudos e concluiu que os locais são importantes para complementar a mobilidade urbana na região. Atravessar o Rio Tietê com o projeto também traz um enorme ganho para os deslocamentos, pois existem poucas pontes cicláveis na cidade e essa barreira está sendo quebrada por meio da Ponte Casa Verde, abastecida com a ciclofaixa que conecta a Barra Funda e Santana.

Curiosidades

  • Hoje, São Paulo conta com cerca de 684 km de extensão de infraestrutura ciclável, maior malha cicloviária do país e o plano de metas entre este ano e 2024 é aumentar mais 300 km;
  • As laranjinhas com tecnologia canadense da empresa PBSC contribuem com o trânsito da cidade e melhores condições de deslocamento das pessoas, levando São Paulo para o caminho das cidades inteligentes. “O Bike Sampa, além de contribuir com o afastamento social durante a pandemia, é um modal sustentável, econômico e prático. No comparativo de janeiro a julho deste ano, houve um aumento de mais de 23% de viagens;
  • A maior adesão de bikes impacta significativamente no planeta. Somente em 2020, em São Paulo, mais de 800 toneladas de CO² foram economizadas, equivalente ao plantio de mais de 5.700 árvores para que o planeta não sofra os danos causados por esta emissão;
  • As bicicletas compartilhadas do Bike Sampa podem ser destravadas por QR Code, permitindo que a pessoa não tenha contato direto com as vagas, ou seja, além de prático ainda contribui com os cuidados pessoais exigidos na pandemia.

Higienização e cuidados com os usuários e cidade

Alinhado às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda a bicicleta como principal modal de transporte neste período de pandemia, a Tembici reforçou a higienização de todas as bikes e estações. Além da limpeza diária com álcool 70%, ainda no centro de operações da empresa, todas as bikes são lavadas com cloro diluído em água. Mesmo com a limpeza recorrente, a Tembici recomenda que os usuários também apliquem álcool em gel 70% nas mãos antes e depois de utilizar as bicicletas, além de fazer uso de máscara.

Sobre a Tembici

A Tembici é a empresa líder de micromobilidade na América Latina, responsável por mais de 50 milhões de deslocamentos com bicicletas nas principais capitais brasileiras, como Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife e Porto Alegre, além de Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina. Considerada uma das startups mais promissoras e inovadoras do país, pela  lista das 100 Startups to Watch (2020 e 2021), ao longo dos últimos anos a empresa acompanhou o aquecimento do setor de micromobilidade no mundo e, devido ao seu modelo de negócio e qualidade do produto, registra crescimento sólido e contribui diretamente para consolidar a bicicleta como um modal de transporte nas cidades em que atua. Este ano, os fundadores da Tembici passaram a fazer parte da rede de empreendedores Endeavor, recebendo apoio da organização para continuar crescendo de forma acelerada. 

São PauloSão Paulo - SP São Paulo é um município brasileiro, capital do estado homônimo e principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América do Sul. É a cidade mais populosa do Brasil, do continente americano, da lusofonia e de todo o hemisfério sul.
Radio Astral
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio